Mudanças na segurança privada - Grupo Força Tarefa

RECEBA NOSSAS NOVIDADES

Posts recentes

Categorias

Tags

Mudanças na segurança privada

Compartilhe:

   Quando a covid-19 chegou no Brasil, se tornou um trabalho difícil combater ela. É um desafio inédito para empresas, famílias e governo. Mas como está a segurança privada diante desse cenário?

Essas e outras informações sobre como vem sendo as mudanças nesse novo senário você pode encontrar abaixo.

Segurança, uma atividade essencial!

De acordo com a medida provisória (nº 926/20) editada pela Presidência da República na Lei nº 13.979/20, que trata sobre as medidas de enfrentamento ao COVID-19, o serviço de vigilância privada é considerada atividade essencial, pois ela é necessária para a sobrevivência, saúde, abastecimento e segurança da população.

   Isso se dá porque o trabalho da vigilância privada reflete diretamente no suporte à segurança de hospitais, clinicas e demais estabelecimentos. Portanto, mudanças na rotina desses profissionais tiveram que ser implementadas para atender às medidas divulgadas pelo Governo Federal. 

Mudanças para prevenção

   Como a presença de álcool em gel nos postos de trabalho, o uso de máscaras pelos colaboradores, entre outras medidas complementares solicitadas pelos clientes são formas de se prevenir.

   Vemos que em supermercados e farmácias, por exemplo, as equipes de segurança somente autorizam a entrada das pessoas após medir a temperatura e higienizar as mãos.

Além disso, tivermos varais mudanças. Você que é pai deve ter sentido bastante diferença com as aulas agora sendo online e com os filhos o dia todo dentro de casa. E uma das coisas que mais forneceu apoio para manter a saúde nesse momento foi o uso de tecnologia.

   Buscamos não apenas fazer o serviço de segurança, mas fazer o resguardo da vida. Para saber mais sobre o serviço de vigilância você pode clicar no vídeo abaixo:

O compromisso social da segurança privada

   E aos vigilantes, cabe filtrar o fluxo de pessoas nas entradas de um estabelecimento e fazer com que as diretrizes sejam cumpridas. A adoção desses comportamentos são fundamentais na garantia da saúde individual e coletiva.

   Para o Grupo Força Tarefa, isso passou de responsabilidade individual para um compromisso social. Pois envolve ações de preservação do próximo. 

   Por isso, estamos sempre orientando os nossos colaboradores, além de sempre estarmos supervisionando os postos para manter o controle de excelência nessas novas medidas.